quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

LUAU COM ALCEU VALENÇA NOS JARDINS DE ALÁ!!!



Recuperados do “transe” causado pelo Pontão de Cultura Tá Na Rua no ESPAÇO CUCA, todos os participantes da 6º Bienal de arte, Ciência e Cultura da UNE seguiram cheios de energia e ânimo renovado para a praia do Jardim de Alá a fim de conferir o ultimo show da 6º Bienal da UNE: Alceu Valença, que retornou a programação das bienais da UNE, comemorando seis anos da sua última e memorável presença na 3º Bienal em Pernambuco quando ele encerrou as atividades no alto da sacada de sua casa em Olinda, levando ao delírio o público que prestigiou a terceira edição da nossa celebração nacional.


A brisa que vinha do mar atenuava o calor escaldante de Salvador, tornando o clima confortável para a festa que estava para começar.

Todo mundo batalhou por um espaço na areia e se amontoou na praia de Jardim de Alá para não perder nem um minuto do grande show. Para não perder nenhuma imagem, nenhum som, nenhuma poesia do grande Alceu...

A chuva também apareceu para ouvir a melodia e refrescar os corpos que se agitavam no meio da multidão entre sotaques diferentes, suores alheios, vozes que se perdiam dentro das músicas e uma energia que só pode vir da nossa juventude que é viva, é enérgica, é presente, é extasiante...

Mesmo com a chuva, Alceu não deixou que lhe tirassem o microfone. “Vou cantar aqui na chuva, que é mais próximo deles, o público”. E continuou. Nada o faria parar aquela noite. Ele estava ali por nós, conosco, para nós... E nós estávamos ali por ele, com ele e por nós. Foi essa a sintonia entre artista e público que imperou na noite mágica do lual no Jardim de Alá.

Entre letras de músicas que apontavam nas línguas de todos sem fazer esforço algum, Alceu, mágico da noite, dominou o ambiente com sua presença, com sua luz. E nos ofereceu um grande show de encerramento, a altura de nossa bienal, a altura de nosso público, a altura da luta! E arrasou.

No final, após duas voltas ao palco atendendo ás súplicas do público, Alceu finalmente nos deixou. Mas não nos deixou sozinhos; nos deixou levar para casa a lembrança daquela noite fantástica! A lembrança de sua presença infinita, da sua música, da sua poesia, da sua luz imensa, da sua “brasilidade”.

Salve, Alceu Valença!


Salve a UNE!

Salve o CUCA!


Salve, Salve a 6º Bienal de Arte, Ciência e Cultura da UNE!!!



Núcleo de Comunicação do CUCA da UNE

3 comentários:

Mi. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mi. disse...

Oláa galera... gostaria de saber onde estão rolando as fotos que foram tiradas no Show de Alceu Valença pela Une aqui em Salvador, o fotógrafo comunicou que estariam sendo expostas na internet!
mas onde?
Grataa
Milena

qualquer coisa...
(milenamoreira@yahoo.com.br)

Emanuelle disse...

O show foi maravilhoso mesmo! Parabéns. Gostaria de saber quem foi o músico e o DJ que abriam o show! O cantor era maravilhoso e gostaria de prestigiar seu trabalho!